EQUIVALÊNCIA DE DIPLOMA NA SUÍCA E BOLSAS DE ESTUDO, COMO FAZER?


Muitas vezes quando saímos do Brasil definitivamente, na euforia da nossa chegada no exterior e na pressa de encontrar um trabalho e ter um salário em euros ou em dólares, negligenciamos etapas que podem ser decisivas para nosso sucesso (ou não) fora do nosso país de origem. E se eu te dissesse para não ter tanta pressa assim? Ir com cautela, passo a passo, construir sua casinha começando pela fundação, e aí, quando o momento chegar, você desfrutará muito mais? Já parou pra pensar? Não precisamos ter pressa. Meu pai sempre dizia: “o que vem rápido, vai rápido, o que nos dá trabalho, quando chega, chega pra ficar, não escolha o caminho mais simples, mas sim aquele que vai de encontro aos seus objetivos”.

É verdade, meu pai tem razão! Precisamos mesmo é ter paciência, planejamento e disciplina. Coisas que eu não tive quando cheguei aqui, e por diversas razões: falta de conhecimento sobre a cidade, falta de conhecimento sobre o mercado de trabalho e suas exigências, falta de conhecimento sobre as instituições de ensino e por aí vai. Pois é, eu fui exatamente o exemplo que eu mesma citei no começo do texto. Fui com a boca direto ao pote e me queimei. Por isso hoje estou aqui, para compartilhar com vocês minha experiência: o que aprendi e os erros que cometi, a fim de ajudar outras pessoas que estejam na mesma situação.


O reconhecimento/equivalência do diploma, possibilita que pessoas com formação acadêmica no exterior e experiência profissional comparáveis, ​​se beneficiem das mesmas condições de emprego e salário na Suíça que as pessoas que se formaram aqui, portanto, para entrar em uma Universidade suíça, ou ter acesso aos cargos mais disputados no país, os diplomas obtidos no exterior devem ser reconhecidos na Suíça.


Leia também: 8 DICAS INFALÍVEIS PARA VOCÊ CRIAR UM CURRÍCULO IMPACTANTE!


EQUIVALÊNCIA DE DIPLOMAS NA SUÍCA: O CAMINHO ATÉ O SUCESSO:

O reconhecimento de diplomas estrangeiros por uma autoridade local é necessário em muitas profissões, mas não em todas. Aqui na Suíça as autoridades competentes para o reconhecimento de diplomas variam de acordo com a profissão. No âmbito do acordo bilateral sobre a livre circulação de pessoas, a Suíça trabalha em estreita colaboração com a União Europeia e participa do sistema europeu de reconhecimento de qualificações profissionais. Os nacionais de países terceiros também têm a possibilidade de obter o reconhecimento do seu diploma na Suíça. O ponto inicial de contato para as questões relacionadas ao reconhecimento de diplomas estrangeiros é o SEFRI (Secretariat d'Etat a la Formation, la Recherche et l'Innovation). *Veja o link para contato com o SEFRI, bem como lista de profissões e autoridades competentes no fim do texto*.


Aqui, certas profissões são regulamentadas e outras não, e para exercer estas profissões é necessário ter um diploma oficialmente reconhecido. As autoridades e instituições competentes é que irão definir sobre a equivalência. Caso haja diferenças significativas entre as formações, aulas adicionais podem ser necessárias.


Leia também: Construa sua própria felicidade


Os procedimentos de reconhecimento de diplomas estrangeiros variam em função da nacionalidade do candidato e da duração da atividade profissional prevista na Suíça. Há dois procedimentos diferentes:


· Reconhecimento de diplomas (se aplica às pessoas domiciliadas na Suíça e trabalhadores transfronteiriços). A qualificação formal que consta no diploma de origem, determinará qual autoridade é competente pelo reconhecimento. A autoridade de reconhecimento lhe fornecerá informações detalhadas sobre o procedimento de reconhecimento que lhe diz respeito.


Existem dois tipos de reconhecimento aqui na Suíça: acadêmico e profissional. O reconhecimento do seu diploma pode ser necessário para o exercício de uma profissão regulamentada ou para viabilizar seu acesso às universidades e instituições de ensino suíças.


· Declaração obrigatória para prestadores de serviços dos estados da UE / EFTA. Cidadãos de países membros da UE / EFTA que desejam exercer uma profissão regulamentada na Suíça por um período máximo de 90 dias úteis efetivos por ano civil devem declarar suas qualificações profissionais ao SERI antes de qualquer serviço ser prestado. As autoridades competentes efetuam uma verificação aprofundada dessas qualificações profissionais quando a profissão tem impacto na saúde ou segurança públicas. O procedimento de declaração do provedor de serviços é mais rápido do que o procedimento de reconhecimento para estabelecimento na Suíça. É realizado de forma centralizada através de um portal online. (estabelecimento em um estado da UE / EFTA);


Leia também: 5 PERGUNTAS "ARMADILHA" EM UMA ENTREVISTA DE EMPREGO E DICAS DE RESPOSTAS


BOLSAS DE ESTUDO:

A concessão de bolsas de estudos em universidades na Suíça ou outras instituições de formação é administrada pelos serviços de bolsas do cantão de origem e/ou domicílio do aluno. Estes serviços são responsáveis ​​por todas as questões relativas ao financiamento da formação. Eles também têm endereços de fundações e fundos privados que oferecem apoio financeiro. Você pode se beneficiar de apoio para sua formação em uma faculdade, ECG, HES ou Universidade.


Se você precisa de ajuda financeira para iniciar ou continuar sua formação em Genebra, o que determinará seu direito ou não a esta ajuda será sua situação familiar e pessoal. Para fazer esta verificação você deve encaminhar sua inscrição para o Departamento de Bolsas e Crédito Estudantil (SBPE). Este serviço irá estudar seu caso e se a decisão for positiva, confirmará o tipo de assistência a qual você tem direito (bolsa, empréstimo ou empréstimo convertível). *Veja o link para contato com o SBPE no fim do texto*.


CHEQUE ANUAL DE FORMAÇÃO (CAF):

O objetivo do cheque anual de formação é de prestar assistência financeira a adultos que pretendam melhorar ou completar a sua formação. Contanto que você cumpra as condições, o cheque anual de treinamento será uma grande ajuda para financiar todo ou parte de um curso profissionalizante. Para que seu pedido seja examinado, é necessário enviar a solicitação antes do início do curso. O valor máximo do cheque formação é de 750 francos por ano, e ele destina-se a financiar cursos profissionalizantes com uma duração mínima de 40 horas, com finalidade professional e ministrados por estabelecimentos de ensino homologados (geralmente, os institutos de formação que ministram cursos que dão direito ao CAF indicam isso em sua documentação). Ele pode ser emitido por três anos consecutivos ou todos de uma vez, dependendo do tipo de curso que deseja fazer. *Veja link de o contato para o CAF no fim do texto*.


SONHO E REALIDADE

É muito importante a gente sonhar e acreditar na realização dos nossos sonhos com a mesma intensidade que mantemos os pés no chão. Digo isso porque muitos de nós, na empolgação de deixar o país, esquecem qual é a nossa realidade. E qual é a nossa realidade Cris? Depende, cada um de nós tem uma né? Depende se temos autorização de moradia, se falamos o idioma local, se já temos amigos que irão nos acolher no nosso país de destino ou se estaremos sós, e etc. Portanto minha dica é mantenha seus pés no chão para evitar frustrações, e SE PLANEJE!! Planejamento é fundamental se você quer se dar bem. O mercado de trabalho aqui é extremamente regulamentado, então é importante ter em mente que, até finalizar o processo de reconhecimento ou concluir uma formação profissionalizante será difícil atuar na sua área. Então planeje, se jogue nos procedimentos e trabalhe sua motivação. Pergunte, questione, não tenha vergonha! E não perca de vista seu objetivo final. Acredite, VAI VALER MUITO A PENA, MUITO MESMO! Não há vitória sem batalha, então, encare de frente batalha de reconhecimento de diploma e de formações profissionalizantes e certamente você sairá como vencedor. Pode até parecer um longo caminho, mas o tempo passa tão rápido, que, quando você perceber estará tudo pronto, e você feliz e orgulhoso de você mesmo. Não há sentimento melhor, acredite!


Eu demorei muito tempo antes de fazer a solicitação de equivalência e me arrependo MUITO, mas eu fiz! Antes tarde do que nunca não é mesmo? E com a equivalência em mãos pude me candidatar para fazer um Master na Universidade de Genebra, em uma área que eu gosto muito. Foram 2 anos de muito sacrifício, noites mal dormidas e estresse, mas no final deu tudo certo. Consegui! Reconheci meu diploma e fiz uma outra formação.


Comemorando fim das aulas do mestrado!

Hoje estou sinceramente feliz pelos rumos profissionais que minha carreia está tomando. Recomendo. Demorou? Demorou. Entre o reconhecimento e os estudos 3 anos se passaram. Faça o mesmo. Não importa qual seja o seu diploma. Já ouviu aquela frase “a única coisa que ninguém pode tirar de você é seu conhecimento”? É por aí mesmo. Seja qual for o seu diploma, ele te abrirá sejam portas profissionais, sejam portas acadêmicas, ou talvez as duas, mas abrirá. Meu conselho? Se planeje. Invista sobretudo em você e nos seus projetos, de nada adianta sonhar se você não partir para a ação. Há outra frase que eu adoro, que diz assim: “conhecimento sem ação é inútil, conhecimento em ação é poder”, o que você anda fazendo com o seu conhecimento?


Bjs, Cris!


Gostou do texto? Deixe sua curtida abaixo!


INFORMACÕES ÚTEIS:

Lista de profissoes
.docx
Download DOCX • 15KB

SEFRI - Secrétariat d'Etat à la formation, à la recherche et à l'innovation Einsteinstrasse 2 - 3003 Berne - Téléphone: +41 58 462 21 29

https://www.guidesocial.ch/recherche/institution/secretariat-de-la-commission-federale-des-bourses-pour-etudiants-etrangers--ser-100023


Serviços de bolsas cantonais na Suíça (SBPE)

Case postale 428 - 1211 Genève 4

https://www.edk.ch/fr/themes/bourses/services-cantonaux


Cheque annual de formação: https://www.ge.ch/beneficier-cheque-annuel-formation/deposer-demande-ligne-obtenir-cheque-annuel-formation

Este blog tem muito a ver com voce? Clique aqui e venha fazer parte da nossa comunidade!

Posts recentes

Ver tudo