banner-topo-01.png

Autorizações de moradia na Suíça para estudantes e trabalhadores: Como fazer?

As condições de entrada e permanência na Suíça são regidas pelo Acordo sobre a Livre Circulação de Pessoas para cidadãos de estados membros da União Europeia (EU)/Associação Europeia de Livre Comércio (EFTA) e pela Lei Federal sobre Estrangeiros e Integração para cidadãos de países fora da UE/EFTA. As providências a serem tomadas em vistas de obter uma autorização de trabalho são, portanto, diferentes dependendo da nacionalidade da pessoa.


BREXIT[i] - A partir de 1º de janeiro de 2021, o Acordo sobre a Livre Circulação de Pessoas entre a Suíça e a UE (AFMP) não se aplica mais às relações entre a Suíça e o Reino Unido, e os nacionais deste último não se aplicam mais são considerados como Cidadãos da UE / EFTA, mas como nacionais de um país terceiro.

Para qualquer estadia na Suíça com atividade remunerada, é necessária uma autorização de trabalho. As etapas para obtê-lo devem ser realizadas pelo empregador antes do futuro colaborador entrar na Suíça. Os pedidos de autorização de trabalho são submetidos à exame aprofundado pelo Serviço de Mão de Obra Estrangeira e também pela Secretaria de Estado das Migrações. Os familiares de cidadãos suíços titulares de autorizações de moradia tipo “B” ou “C”, e que tenham uma autorização de residência válida, não precisam de obter uma autorização de trabalho.


Autorizações de moradia na Suíça

Leia também: Expatriação: primeiros passos rumo à uma nova vida


AUTORIZACAO DE MORADIA PARA ESTUDANTES:


Estrangeiros que desejam morar e estudar em Genebra, precisarão de uma autorização de residência. As condições para a obtenção desta autorização são diferentes para cidadãos de países membros da UE / EFTA e para cidadãos de países terceiros. Estas autorizações de são estritamente temporárias. Em princípio, apenas a formação contínua[ii] com uma duração máxima de 8 anos é permitida. As autorizações são concedidas para a escola prevista no plano de estudos. Qualquer mudança de escola ou de plano de estudos está sujeita a uma nova autorização e deve ser imediatamente comunicada à população cantonal e à secretaria de migração (de maneira fundamentada).