• Facebook Diário de uma Expatwoman
  • Instagram Diário de uma ExpatWoman

© 2019 por Diário de uma ExpatWoman. Todos os direitos reservados.

6 desvantagens de morar na Suíça

(Este texto reflete apenas a MINHA opinião)


Toda mudança gera um certo de desconforto, por menor que seja. Uma mudança de país então, nem se fala! Em minha opinião uma das melhoras formas de se adaptar aonde quer que seja, é estar abertos às mudanças. Vantagens e desvantagens existem em qualquer lugar do mundo. O que muda, é a maneira de encarar essas desvantagens. Então, minha sugestão é que desfrutemos o máximo possível das vantagens e que nos adaptemos as desvantagens. Citarei, de acordo com o meu ponto de vista, algumas das desvantagens de morar aqui na Suíça:


1. O FRIO E A FALTA DE SOL:

Meus amigos sabem como é difícil para mim atravessar nosso longo inverno. São aproximadamente 6 meses de muito frio, um vento que parece que vai nos cortar ao meio e pouco sol. Aliás esta falta de sol resulta em carência de vitamina D em quase todo mundo aqui, sobretudo nas crianças. Lá em casa todos os anos temos que repor a vitamina D, por meio de injeção intravenosa. Além disso, os dias são curtos. Isto quer dizer que o sol nasce por volta de 08h00 da manhã e se põe em torno das 17h00. Ou seja, quando saio de casa para levar a Laís na escola e ir trabalhar ainda é noite, e quando volto do trabalho para casa no final do dia, também já é noite. Sem falar nos ventos que sopram na velocidade de 60-70km/h, e durante os dias mais frios podem atingir até 120km/hora.


E A NEVE?

Eu amo neve. Acho uma das coisas mais lindas do mundo. Adoro passar o dia na montanha curtindo a neve. Mas lá nas montanhas, não aqui em plena cidade. Porque? Porque a cidade vira um caos. Trânsito péssimo (da última vez não consegui chegar ao meu trabalho, pois os ônibus não circulavam) e inúmeras pegadinhas do faustão, pois a quantidade de pessoas que escorregam na neve e caem não é brincadeira não! Aliás eu já caí também, e mais de uma vez! Hehehehehe


2. MÃO DE OBRA ESPECIALIZADA:

Mão de obra especializada aqui, como manicure, pedreiro, ajudante do lar, custa muito caro, sobretudo se comparados ao Brasil. Quer ter uma ideia? Vamos lá:


· Manicure e pedicure simples +/- 200 reais – unhas de Gel +/-400reais

· Faxineira: +/- 100reais por hora trabalhada

· Pedreiro: +/+ 140reais por hora trabalhada

· Corte de cabelo feminino + escova: +/- 390reais


E mesmo se os salários são mais altos que no Brasil, estes serviços são considerados caros. Já imaginou o valor mensal para fazer as unhas todas as semanas? Pois é.... não dá! E aí,

Stéph pintando o quarto da Gabi

como fazer? Bom, eu aprendi a fazer minhas unhas e meu cabelo, comprei um aparelho de depilação com luz pulsada, dividimos as tarefas de casa e virei fã de tutoriais sobre pequenas reformas domésticas. Eu e o Stéphane já fizemos quase de tudo no nosso apartamento, pintamos paredes, colocamos carpete, montamos todos os móveis, construímos alguns móveis com dimensões específicas, e por aí vai.


3. INTEGRACÃO:

Os Suíços são bem reservados. Aqui não fazemos amigos no supermercado, açougue, sala de espera e etc.... As pessoas são bem fechadas e respeitar a individualidade de cada um é muito importante. Quando cheguei aqui eu sofria muito por isso, era difícil de fazer amigos que não fossem brasileiros. Os Suíços precisam de tempo para construir relações de amizade. Hoje me acostumei tanto que eu fiquei (quase) igual a eles: não gosto quando as pessoas vêm em minha casa sem avisar. O que antes me incomodava, hoje me agrada.


4. O COMÉRCIO FECHA CEDO:

Aqui as lojas fecham muitoooo cedo. De segunda a quarta o comércio fecha as 19h00, nas quintas fica até um pouco mais tarde, 21h00 e nos sábados as lojas ficam abertas até as 18h00. E no que isso implica? Esqueceu de comprar o leite, as fraldas ou o bolo de aniversário? Paciência, agora só no dia seguinte... Para as pessoas que trabalham fora o dia inteiro como eu por exemplo, é muito complicado se adaptar a estes horários, mas não é impossível. O horário de almoço acaba se tornando horário de fazer compras, ou então reservamos o sábado para isso.

Este móvel sob a pia foi construído por nós!

5. MORADIA:

 Em genebra encontrar moradia é  muito difícil, e por

várias razões:

    * Ser proprietário é para poucos, ou melhor, para os

muito  ricos. Para se ter uma ideia, um apto de 2 quartos

aqui custa  aproximadamente 3’400.000,00reais. E os prédios não têm salão de festas, área gourmet, academia e etc. De maneira geral são prédios simples, bem antigos e que contam apenas com lavanderia.

* Morar em casa é quase impossível. Além de ser muito

caro, Genebra é uma cidade que tem em sua maioria

prédios e não casas.

* As superfícies dos apts são muito pequenas, e o

aluguel leva mais da metade de um salário. Um apto de 3 quartos com +/- 80m2 e sem área de serviço, custa +-/ 9’200reais. Não temos muito espaço e como mais da metade do ano é frio, vivemos assim, apertadinhos, tipo arroz empapado “unidos venceremos”? hehehehe Fazer o que né? Adaptemo-nos, como podemos!


6. EMPREGO:

Quando chegamos em um país estrangeiro sem falar a língua, já é naturalmente difícil de conseguir um bom trabalho. Aqui em Genebra ainda há outro fator de muito peso. Temos ótimas universidades e consequentemente a concorrência é MUITO grande. Neste item mais do que nos outros, a adaptação é essencial, pois é necessário ter consciência de que muito provavelmente você não conseguirá trabalhar na sua área por um bom tempo, e também ter muita disposição para encarar um trabalho que você não necessariamente gostará. Como já disse pra vocês em outra ocasião, já fui babá e garçonete, e durante muito tempo. As coisas começaram a ficar mais fáceis para mim a partir do meu 3º ano aqui, pois já dominava a língua, já tinha pedido a equivalência do meu diploma e feito amigos.


As desvantagens de morar aqui na Suíça, em minha opinião, não se resumem apenas nos tópicos acima. Há outros pontos, claro! Resumi aqueles que para mim, foram os mais difíceis a superar e/ou me adaptar. E é por isso que eu tenho o costume de dizer para focarmos sempre no positivo, pois eu repito, vantagem e desvantagem temos em qualquer lugar do mundo, o que conta mesmo, é a maneira como vivemos tudo isso!

Bjs, Cris!

2 comentários