11 astúcias para sobreviver a um inverno rigoroso

Observar as estações do ano aqui na Suíça é maravilhoso, pois estas são muito bem definidas. No verão o sol brilha e as temperaturas podem ultrapassar os 30ºC. Na primavera os jardins florescem deixando a paisagem multicolorida. No outono as folhas caem e o cenário fica ainda mais deslumbrante com os inúmeros tons de laranja. E no inverno? No inverno neva, faz muito frio e as montanhas ficam todas branquinhas. Que delícia? Para alguns sim, para outros nem tanto.

Observar a chegada do inverno pode provocar em algumas pessoas uma grande tristeza que se mistura com falta de energia e fatiga. Sendo eu uma dessas pessoas, escrevi este texto pensando em compartilhar com vocês algumas dicas para te ajudar a superar a depressão sazonal, bora descobrir?


01. Não reclame

Reclamar é viciante. Quanto mais reclamamos, mais iremos desenvolver este reflexo, sim, reclamar é viciante. Uma das minhas astúcias para não reclamar é falar menos e observar mais as situações ao meu redor. Bastam alguns minutos para que eu veja que tenho mais motivos para agradecer do que para reclamar. Quando alguma coisa me desagrada, busco alternativas de passar por aquilo de uma maneira mais leve e me vigio permanentemente para que não se torne um hábito em minha vida, pois a cada vez que reclamamos, focamos nossa atenção naquilo que nos desagrada e assim, dificilmente nos damos conta das bênçãos que recebemos. Além do mais, reclamar não fará o inverno passar mais depressa. Nada impede que você pare de reclamar e aproveite o inverno.

Raclette Suíça

02. Use e abuse das comidas de inverno

Não conheço os pratos de inverno dos outros países, mas aqui na Suíça... hum.... tem tanta coisa deliciosa que fica quase impossível não engordar: fondue, raclette, malakoff, charbonnade....

No inverno é o momento de abusar destas delícias com uma boa desculpa! Convide alguns amigos, compre um bom vinho e desfrute um momento agradável. Quer programa melhor para os fins de semana?


03. Visite banhos termais

Fontes de bem-estar e relaxamento, os banhos termais atraem um público cada vez maior. Além dos inegáveis efeitos relaxantes e de bem-estar, eles aliviam o reumatismo e facilitam a respiração. No alto das montanhas, no meio das vinhas ou nos grandes centros, aqui na Suíça os banhos termais possuem várias áreas de bem-estar e relaxamento. São várias piscinas termais aquecidas nas áreas internas e externas, banheiras de hidromassagem, saunas e em algumas até rios termais. Atenção a idade mínima exigida. A maioria dos banhos termais não permite o acesso para crianças de todas as idades. Se você ainda não conhece, este inverno pode ser uma excelente ocasião!


Banhos termais em Leukerbad - Suíça

Leia também: Dicas para ter acesso ao mercado de trabalho Suíço


04. Aproveite o inverno para descobrir os esportes da estação e brincar na neve!

Passar um fim de semana ou até mesmo um dia nas montanhas, curtindo a neve e fazendo esportes também pode ser uma excelente alternativa. Além de respirar o ar fresco das montanhas o passeio é certeza de diversão. Em quase 20 anos aqui na Suíça, eu ainda não aprendi a esquiar (este ano vai), porém existem outras atividades super legais e que não exigem tanto conhecimento prático, como andar de trenó ou então patinar sobre as diversas pistas de patinação no gelo. Aqui na Suíça há também alguns parques que só abrem no inverno com tobogãs enormes, como o Tobogganing Park por exemplo, e que garantem diversão aos adultos e crianças!


Já brincou na neve? Fez um boneco? Se a sua resposta for não, então faça. E se for sim, refaça! Voltar a ser criança não tem preço e a vida é muito curta pra gente não aproveitar.



05. Liste as atividades indoor adequadas para você e sua família

Outro aspecto que pesa muito pra mim durante o inverno é a falta de vontade de sair de casa. O frio é tanto que a única coisa que a gente quer é ficar debaixo das cobertas. Porém, existem diversas atividades que podemos fazer em locais fechados e que nos farão curtir o inverno de outra maneira. Aqui em casa fizemos uma listinha com nossas atividades indoor preferidas e assim quando chega o fim de semana, já temos algumas opções na manga.


06. Tome bebidas quentes

As bebidas quentes têm como propriedade manter a temperatura corporal, e como o ar frio aumenta o risco de desidratação, use e abuse dos chás e da água. Chás de ervas como canela, cravo e tomilho são particularmente “quentes”. Tem também o vinho quente com frutas, que encontramos por toda a cidade e nos aquecem durante os passeios ao ar livre.


07. Invista no seu guarda-roupas

Pense em roupas técnicas. Gorros, luvas e meias de lã são os acessórios essenciais do inverno para manter as extremidades do corpo quentes. Escolha modelos dos quais você gosta e que irá usar. Dê preferência a roupas quentes, respiráveis ​​e isolantes. Para a primeira camada privilegie materiais que respeitem a respiração da pele e que absorvam a transpiração. E não se esqueça da versão urbana da jaqueta de esqui!

08. Curta sua casa

Não sei vocês, mas eu AMO ficar em casa curtindo a família. No inverno então, nem me fale, é um dos nossos programas favoritos. Assistir filmes juntos e misturados, comendo pipoca e tomando chocolate quente. Melhor do que isso, só dois disso.


09. Faça esportes

Graças ao exporte armazenamos energia e fortalecemos nosso corpo. Não é necessário se tornar um atleta, uma simples caminhada de forma regular pode ser o suficiente para impulsionar o corpo. Se você não quiser fazer uma caminhada por causa do frio, também pode ser uma atividade em casa. O ideal é definir uma meta, como por exemplo, 10 minutos diários de atividade física todos os dias. Subir escadas, ioga, dança e etc… Estas são atividades que podem ser praticadas no conforto da sua casa e até mesmo em casal. Convide seu companheiro a praticar com você. Quer maneira mais agradável de combater o frio? Qualquer atividade física conta. A única regra é realizar no mínimo 10 minutos de movimento, todos os dias.


10. Controle seu nível de vitamina D e se necessário faça reposição

O inverno aqui na suíça é bem rigoroso. Com o fim do horário de verão no final de outubro, os dias ficam curtos e a falta de luz natural pode afetar muita gente. É o meu caso. No inverno o sol nasce por volta de 08h00 da manhã e se põe em torno das 17h00. Pesquisas científicas revelaram que a variação da luminosidade predispõe algumas pessoas ao efeito de hibernação. Além disso a falta de luz natural prejudica nosso equilíbrio emocional. Por isto é importante sair de casa para receber a luz do dia, mesmo que seja através das nuvens, e quando estiver em casa, não esqueça de abrir as cortinas.

Para evitar a carência de vitamina D, busque medidas paliativas, como as ampolas (consulte seu médico), e abuse dos alimentos com grande aporte em vitamine D, como peixes, ovos e leite. A falta desta vitamina além de causar cansaço, também pode afetar sua moral.

Você conhece os despertadores que simulam o nascer do sol?

Em francês são chamados de “Réveil simulateur d’aube”. O objetivo do simulador é despertar gradualmente nosso relógio biológico através de um método suave e regular. Ele emite gradualmente uma luz semelhante à luz do nascer do sol.


Qual a vantagem deste despertador?

A luz é capturada pela retina através das palpebras.a partir daí o corpo interrompe a produção de melatonina (hormonio do sono), acelera o ritmo biológico, produz cortisol (hormonio anti-estresse). Ou seja, seu organismo entenderá que é hora de acordar de maneira suave. Podemos programar a duração do despertador entre 15 e 45 minutos.

São despertadores que garantem uma noite serena e calma. e estão a venda em diversas plataformas, como a Amazon, por exemplo.

11. Faça reposição de ômega 3 e de magnésio

Em quantidade suficiente, ele tem propriedades imunológicas e são capazes de auxiliar no combate às infecções por vírus. Oleaginosas, frutas e legumes são ricas em magnésio, e peixes, sementes de chia e linhaça são ricos em ômega 3. Estes alimentos além de fortalecer o sistema imunológico podem também ser considerados como um tratamento complementar e terapêutico da depressão.


Se você assim como eu era, é uma dessas pessoas que não curte o inverno e fica meio pra baixo durante a estação, tente enxerga-lo com outros olhos a partir de agora. A depressão sazonal, como o próprio nome indica, é passageira, e se os sintomas persistirem após a estação, o mais indicado é você buscar ajuda médica.


Bjs, Cris!

PS: Qual a sua dica para sobreviver a um inverno rigoroso? Deixe nos comentários!



Fontes:

· https://www.futura-sciences.com/sciences/definitions/univers-solstice-hiver-5115/

· https://www.lenouvelliste.ch/articles/suisse/sante-les-suisses-sont-en-manque-de-vitamine-d- durant-l-hiver-840265

· https://www.doctissimo.fr/psychologie/diaporamas/eviter-la-depression-saisonniere/pallier-les-carences-en-vitamine-d

  • Facebook Diário de uma Expatwoman
  • Instagram Diário de uma ExpatWoman

© 2019 por Diário de uma ExpatWoman. Todos os direitos reservados.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now